Página inicial
Fundac Filantropia Notícias Editora TV Inconfidentes Contato Links
 

 

Fundac: a marca do social


Consciente de sua missão, a Fundac assume o desafio de colocar, entre as metas e ações do seu Projeto de Desenvolvimento Institucional, as estratégias de intervenção nas comunidades carentes de Minas Gerais, com a parceria do poder público e da sociedade civil, na tentativa de criar reais condições para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. Essas ações, consoantes com a reorientação do modelo educacional vigente e assentada em nova base e novo critério – pautado na Lei Orgânica de Assistência Social (Loas) e no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) – tornam-se ferramentas importantes na promoção de mudanças direcionadas para a construção de uma sociedade realmente democrática e cidadã.

A política educacional que orienta a Instituição em seus projetos de assistência social reafirma e incorpora os princípios democráticos que permeiam a ação educacional cidadã – universalização, descentralização, integralidade e participação da comunidade. Em parceria com o poder público, ONGS e comunidades regionais, a Fundac assume a responsabilidade por núcleos de determinadas populações de idosos, jovens, crianças e adolescentes, em alguns casos, portadores de necessidades especiais. Junto a esses segmentos, a Fundac desenvolve ações de promoção da qualidade de vida e de inserção/reinserção dessa população, com vistas à formação, capacitação e inserção no mercado de trabalho, visando ao engajamento social dessas populações.

Assim, a Fundac vem, progressivamente, estendendo seus serviços de assistência social às comunidades vulneráveis, buscando, gradativamente, a ampliação das oportunidades de concessão de benefícios. Essas ações, abaixo discriminadas, visam o fortalecimento do bem-estar dos envolvidos em seus projetos institucionais, bem como das comunidades em Minas Gerais, numa experiência viva de interação entre Instituição/comunidades.

Os projetos sociais desenvolvidos pela Instituição em conformidade com a Lei Orgânica da Assistência Social - Loas, a Norma Operacional Básica de Assistência Social - Nob e o Sistema Único de Assistência Social – SUAS, são contínuos e permanentes

 

Assistência Social

Conforme o Conselho Nacional de Assistência Sócial–CNAS: “Sistema Único de Assistência Social (SUAS), cujo modelo de gestão é descentralizado e participativo, constitui-se na regulação e organização em todo território nacional dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassitenciais, de caráter continuado ou eventual, executados e providos por pessoas jurídicas de direito público sob critério universal e lógica de ação em rede hierarquizada e em articulação com iniciativas da sociedade civil. Além disso, o SUAS define e organiza os elementos essenciais e imprescindíveis à execução da política pública de assistência social, possibilitando a normatização dos padrões nos serviços, qualidade no atendimento aos usuários, indicadores de avaliação e resultado, nomenclatura dos serviços e da rede prestadora de serviços socioassistenciais.”
 
Todas as ações desenvolvidas pela Fundac tiveram caráter preventivo, processador de Inclusão Social – ou seja, foram de Proteção Social Básica. Todas tiveram como norte as diretrizes ditadas pelo Sistema Único de Assistência Social- SUAS, o qual demonstra ser um sistema constituído pelo conjunto de serviços, programas, projetos e benefícios no âmbito da assistência social, prestados diretamente ou através de convênios com organizações sem fins lucrativos por órgãos e instituições públicas federais, estaduais e municipais da administração direta e indireta e das fundações mantidas pelo poder público ou não.

Trabalhando conforme os princípios do SUAS, a Fundac busca promover os grupos familiares que atendeu, visando sua reorganização, seu protagonismo e sua potencialização como matriz de convivência e de defesa dos direitos dos seus membros e a promoção da sociabilidade na comunidade proporcionando assim alguns dos direitos garantidos pela Lei Orgânica da Assistência Social nº 8.742 de 7 de dezembro de 1993.

Art.3º Consideram-se entidades e organizações de assistência social aquelas que prestam, sem fins lucrativos, atendimento e assessoramento aos beneficiários abrangidos por esta lei, bem como as que atuam na defesa e garantia de seus direitos.

 

Proteção Social Básica

Conforme o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome, a Proteção Social Básica tem por objetivo contribuir para a prevenção de situações de risco social por meio de desenvolvimento de potencialidades e aquisições e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. Esta prevê serviços, programas ou projetos que buscam o acolhimento, a convivência e a socialização das famílias e indivíduos atendidos. Assim, segue abaixo a descrição dos Serviços de Proteção Social Básica desenvolvido pela Fundac no decorrer do ano de 2008.


Serviço de atenção à Criança e ao adolescente-Socialização Infanto Juvenil. Serviços sócio-educativos, visando sua proteção, socialização e o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Seu objetivo é promover e facilitar o acesso das crianças e adolescentes aos serviços que buscam o acesso à cultura, lazer, saúde e educação, aumentando assim o exercício da cidadania através dos espaços de socialização.

Art. 2º A assistência social tem por objetivos:
I – a proteção à família, à maternidade, à infância, à adolescência e à velhice;
II- o amparo às crianças e adolescentes carentes;


Projetos desenvolvidos pela Fundação Cultural de Minas Gerais

- Projeto Escola de Música Padre Simões
- Projeto Escola de Música de Sabará
- Projeto Escola de Música de Carmopolis
- Projeto TV Inconfidentes


Rosimeire Diniz S. Pinheiro Camargos
Assistente Social – CRESS 6566

 

 

 

   
Home topo da página